Português (pt-PT)English (United Kingdom)

Avaliação dos originais e notificação aos autores

1. A Revista Portuguesa de Humanidades apenas publica originais inéditos, sendo a sua selecção feita através de um sistema de avaliação por pares.

2. Cada manuscrito é avaliado por dois especialistas. Cada um dos avaliadores elabora um parecer que inclui as razões de aceitação sem revisões, aceitação com (menores ou maiores) revisões ou recusa do texto submetido. Durante o processo de avaliação, preserva-se o anonimato quer dos autores quer dos avaliadores.

3. Os critérios de avaliação são os seguintes:
- Originalidade e relevância do trabalho (em função do tema, do método, das hipóteses ou dos dados apresentados, das conclusões formuladas, de outros itens tidos como significativos).
- Relevância do trabalho em relação às linhas temáticas da revista.
- Consistência da argumentação e da fundamentação teórica e empírica.
- Adequação entre os objectivos formulados e o trabalho desenvolvido.
- Adequação da metodologia utilizada.
- Revisão do estado da arte e actualização bibliográfica.
- Discussão de implicações e aspectos teóricos e metodológicos da problemática do tema tratado.
- Clareza, correcção linguística, organização e estruturação.

4. Se uma das avaliações for negativa, o texto será submetido à apreciação de um terceiro avaliador.

5. Os autores serão notificados dos resultados de avaliação, recebendo os pareceres e as recomendações específicas dos avaliadores. No caso de aceitação condicional do trabalho, os autores deverão proceder às revisões sugeridas dentro do prazo indicado.

6. Não há possibilidade de recorrer do resultado de avaliação.

7. Os autores cujos trabalhos sejam publicados receberão a separata do seu artigo e respectivo fascículo em PDF.

Avaliação de textos

logo FACFILucp


FFCS Faculdade de Filosofia e Ciencias Sociais

UCP Universidade Católica Portuguesa

CEFH logo

CEFHCentro de
Estudos Filosóficos e
Humanísticos